CotidianoIluminação

11 principais tipos de iluminação para jardim

Iluminação para jardim

Conheça os onze tipos de iluminação para jardim para aproveitar melhor esse espaço a qualquer momento

O jardim é um espaço precioso, especialmente em tempos de pandemia em que muitos de nós estamos tendo que permanecer em casa. A iluminação do jardim não garante só beleza, também oferece segurança e conforto. Assim, permite a utilização desse espaço dia e noite e valoriza a estética do ambiente.

Muitos pensam que investir na iluminação externa dará trabalho ou sairá caro, então acabam por não instalar luzes no jardim. Entretanto, existem opções para diferentes orçamentos e necessidades. 

Por exemplo, nem todas pessoas querem ou podem pagar por um projeto paisagístico, mas nada as impede de iluminar vias de acesso e certos pontos de circulação. E nesse mesmo caso é possível fazer algo com uma estética agradável.

Neste artigo vamos apresentar algumas dicas e onze tipos de iluminação para jardim que podem ajudar a dar luz para o seu jardim!

Iluminação para Jardim: Por onde começar?

Antes de mais nada, é importante entender alguns conceitos bem básicos de iluminação. Esse conhecimento vai ser essencial para você conseguir dar o efeito que deseja para o espaço.

Luz direta, indireta ou difusa?

Em primeiro lugar, é preciso conhecer os três principais tipos de iluminação que são aplicados para qualquer ambiente: 

  • Luz Direta, é direcionada exatamente sobre a superfície ou objeto que se deseja iluminar. É utilizada para focar em algo, geralmente são projetadas em um facho de luz direcionado;
  • Luz indireta, são ideais para ambientes mais aconchegantes, já que irradiam em direção ao teto, se espalhando pelo ambiente de uma forma mais amena e leve;
  • Luz Difusa é aquela em que as peças da própria luminária funcionam como um filtro, chamado de difusor. Assim, a luz não agride a vista, ao mesmo tempo em que todo o ambiente é iluminado.

Cada um desses tipos de iluminação serão ditados pela luminária escolhida.

Temperatura de cor

A temperatura é a segunda característica para se atentar no momento de comprar qualquer lâmpada. 

Existem lâmpadas frias e quentes, as primeiras são melhores para ambientes que demandam atenção e foco, como escritórios e cozinhas. Já as quentes, promovem conforto e aconchego ideais para quartos, salas de estar e jardins.

A temperatura de cor quente é ideal para destacar as plantas, realçando melhor a cor e produzindo um efeito mais realista. Enquanto a luz branca é uma boa pedida quando a intenção é apenas clarear o local.

Para identificar qual é a temperatura de uma determinada lâmpada, é só dar uma  olhada na embalagem. Ela apresenta essa informação em graus Kelvin (K). A escala de medição vai de 2700K a 6500K. Quanto maior o grau, mais fria é a luz.

Para saber mais sobre detalhes da iluminação:

Conheça o seu espaço

É muito importante que você identifique quais pontos do seu jardim precisam de luz. Então, ande pelo espaço tanto durante o dia, mas principalmente durante a noite. Observe pontos que precisam de iluminação para sinalizar o caminho, plantas que você gostaria de destacar e pontos que ficam extremamente escuros à noite.

Esse estudo será uma espécie de guia para de fato instalar a sua iluminação para jardim. Ou seja, é essencial dar uma atenção especial para esse processo. 

11 tipos de iluminação para jardim

Agora vamos falar dos tipos de iluminação para jardim em si. Separamos onze luminárias que são ideais para área externa, sendo que cada uma delas dá um efeito diferente. Confira:

1 – Postes

Os postes podem ser colunas médias ou altas que iluminam o ambiente de forma geral, são indicados para espaços amplos.

Uma das características mais interessantes desse tipo de luminária é sua capacidade de promover a segurança do local, devido ao fluxo luminoso.

Existem vários modelos para escolher, com diferentes formas, estilos e materiais, isso tudo vai depender do estilo do seu espaço e do seu gosto pessoal.

2 – Balizadores

Balizadores são luminárias ótimas para jardim, indicadas para direcionar caminhos, degraus e escadas, além de auxiliar a decoração. Sua iluminação indireta proporciona um efeito confortável e prático ao ambiente.

É uma alternativa muito versátil, já estão disponíveis diferentes modelos que podem ser instalados no piso, nas paredes e no próprio chão. Os balizadores oferecem segurança, visibilidade e beleza para o seu jardim.

3 – Espetos

Esse estilo de luminária se chama espeto porque possui uma ponta que pode ser fincada na terra, o que é muito atrativo para iluminar o seu jardim. É uma ótima alternativa para decoração, já que confere destaque às plantas em áreas de solo aparente ou pedriscos, por exemplo. 

Você também encontra os espetos em diferentes modelos, inclusive articuláveis, que permitem a mudança de direção da luz sem precisar mudar a luminária de lugar.

4 – Embutidos de solo

Essa é uma das luminárias mais conhecidas quando falamos de iluminação para jardim. Os embutidos de solo são muito utilizados para balizar caminhos e destacar folhagens, podendo adicionar diferentes efeitos de acordo com a sua instalação.

Inclusive, por serem instalados no solo, é importante que haja um planejamento maior para serem colocados. Ainda por isso, são muito duráveis.

5 – Refletores

O refletor sem dúvidas é outro protagonista da iluminação para jardim. Perfeito para colocar o foco em um determinado ponto e descartar uma área ou objeto desejado.

Disponível nos mais diferentes modelos e tamanhos, também é capaz de abrigar diferentes tipos de lâmpada. Assim, com refletores você pode criar diferentes efeitos e sensações.

6 – Arandelas

Arandelas são luminárias fixadas nas paredes, geralmente utilizadas para fornecer apoio à fonte de iluminação principal. Sendo assim, as arandelas são ótimas pedidas para quem está buscando uma fonte de luz difusa ou indireta.

É ótima para valorizar locais específicos, ao mesmo tempo em que traz um sentimento de aconchego para o ambiente. 

Essa é uma opção que pode ser encontrada em uma infinidade de formatos e materiais. Com certeza você encontrará uma arandela que combine com o estilo da sua casa.

7 – Cordões de luz

Esse é um efeito decorativo que é a cara da geração Y e que se faz presente em bares, restaurantes, festas, quartos, varandas e jardins.

É capaz de iluminar uma grande extensão de espaço mesmo onde não tem cobertura, tudo vai depender do tamanho do cordão e de como vai ser pendurado. Pode ser estendido em pergolados e árvores, por exemplo. 

Pode adicionar uma impressão divertida e até romântica à decoração, dependendo da escolha do modelo e das lâmpadas utilizadas. Essa também é uma alternativa que possui uma gama de opções para diferentes gostos e estilos.

8 – Lanternas

Mais uma luminária que além de iluminar também serve como item decorativo. E tem mais, ainda são muito versáteis e podem ser dispostas das mais diferentes formas no ambiente. 

Você pode colocar lanternas no chão, em mesas, bancadas, pendurá-las nas paredes, em árvores, pergolados e ainda pode mudá-las de lugar com facilidade. Além de tudo isso, essa opção não demanda fiação elétrica.

9 – Luminárias subaquáticas 

Para quem possui lago ou piscina no jardim, a luminária subaquática é incrível. Ela ilumina o ambiente, traz um visual maravilhoso para a água e ajuda quem gosta de usar a piscina à noite, por exemplo. 

Atenção: esse tipo de iluminação para jardim demanda cuidado redobrado pelo seu contato com a água, contrate um eletricista de confiança para sua instalação e manutenção.

10 – Pendentes

Para quem tem espaços cobertos na área do jardim, como uma varanda, os pendentes são ideais para iluminar mesas de jantar e até de jogos como pebolim. Esse recurso traz um efeito intimista e aconchegante.

11 – Fita LED

Nosso último tipo de iluminação para jardim é a fita LED, recurso de iluminação que está muito em alta. Aqui a fita LED pode ser utilizada para demarcar o caminho, escadas, acabamentos em sanca e móveis.

Dicas finais

Em casos em que seja necessário executar uma instalação elétrica, é primordial contratar um profissional capacitado para sua segurança. 

Na iluminação para jardim e áreas externas de maneira geral, a luminária fica exposta à chuva, vento e umidade. Então, é bem interessante investir em equipamentos de boa qualidade.  

Por fim, as lâmpadas mais interessantes para o jardim são as LED porque apresentam alta durabilidade, não aquecem ou queimam as plantas, são econômicas e estão disponíveis em diferentes temperaturas e cores.

Enfim, você gostou das nossas sugestões de tipos de iluminação para jardim? Confira essas e outras opções no nosso catálogo de iluminação!

Crédito da foto destacada: Imagem de PDPhotos por Pixabay

Related posts
Iluminação

Lâmpada Inteligente: Benefícios e Uso com Alexa

Cotidiano

Mês do Orgulho LGBTQIA+: Como celebrar?!

CotidianoShopping

Presentes de dia dos namorados: 9 opções de até R$100

Cotidiano

Qual a diferença entre o secador de cabelo profissional e o comum?

Increva-se para receber novidades & promoções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *