Tecnologia

Como escolher notebook adequado pras suas necessidades

Homem sentado ao sofá enquanto mexe no seu notebook.

Quando o assunto é como escolher notebook, há uma série de fatores envolvidos. De armazenamento interno a processador e Memória RAM, é natural que surjam uma série de dúvidas.

Antes de mais nada, é muito importante ter em mente que o notebook ideal é um assunto muito relativo. Ou seja, vai depender muito do uso que faz no dia a dia.

Sendo assim, eis os fatores considerados para a sua escolha:

  • Se o seu laptop é usado para games com gráficos mais pesados
  • O uso de softwares de edição de imagem, vídeo e vetorização
  • A possibilidade de ser apenas para uso básico do dia a dia

Portanto, antes de fazer a sua compra, é preciso comparar o seu notebook a um carro. Quando pensamos em um veículo da Fórmula 1, sabemos que ele atinge uma performance muito superior a um carro comum.

Entretanto, de que adianta ter um carro de corrida para andar na rua? Já pensou, um carrão desses andando em uma área escolar, por exemplo?

A mesma comparação vale para o seu notebook. Não adianta ter uma máquina de alta performance se ela não precisa desempenhar tudo isso.

Veja também: Saiba já como deixar o seu PC mais rápido

O papel do armazenamento de HD ou SSD

Via de regra, o armazenamento interno do notebook ocorre por conta do HD ou SSD. A diferença básica é que o SSD é muito mais rápido do que o HD.

Porém, é sabido que os SSDs com os preços mais acessíveis são aqueles com espaço de até 480 Gb. Um SSD a partir de 1 Tb, por exemplo, tende a ter um preço bem elevado.

Inclusive, uma técnica muito usada por gamers, é deixar os arquivos dos jogos em um SSD e os demais no HD convencional.

Sendo assim, a maior parte dos notebooks de entrada no mercado hoje tendem a ter cerca de 32 Gb. Há uma queda brusca em termos de armazenamento com relação ao padrão que vinha sendo mantido até então.

Em contrapartida, os notebooks atuais são quase todos desenvolvidos com SSD. Em outras palavras: eles são muito mais rápidos para abrirem e fecharem os seus arquivos.

Se você é o tipo de pessoa que só faz o uso do notebook para fins básicos, essa memória não será um grande problema. Afinal, hoje temos acesso à nuvem, SSDs externos, além de ser muito fácil de fazer um upgrade com memória adicional.

Agora, se você faz questão de armazenar arquivos mais pesados diretamente na máquina, vale a pena investir em mais memória. Todavia, é importante se preparar para gastar um valor a mais no seu investimento.

Como escolher notebook com base na Memória RAM

Basicamente, a Memória RAM é aquela responsável para que os seus arquivos sejam executados. Quando um arquivo é aberto, ele primeiro é procurado no HD ou SSD. Daí, na hora H, é com a RAM que há a execução.

A maior parte das atividades básicas funcionam bem com os 2 Gb dos laptops mais comuns. Entretanto, uma quantia de 4 Gb pode garantir um funcionamento melhor e sem entraves.

Agora, se você joga games de maior impacto ou usa softwares de edição, vai precisar de 8 Gb no mínimo. É que essa quantia garante que não fique tudo travado pela sobrecarga.

Mesa com notebook, bloquinho de notas e a mão de uma pessoa que segura uma xícara de café.
O segredo é sempre escolher o notebook conforme a sua necessidade de uso.

Se a sua intenção for um uso despreocupado para games intensos e softwares gráficos, aposte em 16 Gb. Naturalmente, os custos tendem a se elevar.

Assim como o armazenamento interno, a memória RAM também pode receber upgrades com plaquinhas adicionais. Você pode otimizar o seu notebook com o tempo, caso seja preciso.

A importância do processador na hora da escolha

Uma pergunta recorrente sobre como escolher notebook é o processador. Para quem não sabe, o processador é o cérebro da máquina.

Na verdade, o processador que é a verdadeira CPU. A sigla significa Central Processing Unit, que, em tradução livre, é Unidade Central de Processamento.

Contudo, é bem recorrente as pessoas chamarem o gabinete dos computadores de mesa de CPU. Mas, trata-se de um leve equívoco técnico.

Quanto à escolha do processador ideal, mais uma vez, vai depender do uso que você faz do notebook. É como já dito, em uma pista de corrida você precisa de um carrão potente. Agora, as tarefas do dia a dia, um produto mais simples dá conta do recado.

Para as tarefas básicas do cotidiano, os processadores quadcore dos laptops mais comuns dão conta do recado. Cada core representa um núcleo. Nesses modelos, há 4 núcleos com 2 GHz cada.

Se você vai jogar games pesados ou editar fotos e vídeos, é importante valorizar os processadores de última geração. A 8ª geração do Intel I7, por exemplo, atinge os seus 4,5 GHz em cada um dos seus 6 núcleos. Já multiplicou por 6 o valor?

Viu só como escolher notebook não é tão difícil assim? Aproveite e confira já o nosso catálogo de notebooks!

Related posts
CotidianoTecnologia

5 fones de ouvido para presentear no dia das crianças

Tecnologia

5 momentos em que o cartão de memória salva a sua vida

Tecnologia

5 coisas importantes presentes em um Celular Para Idoso

Tecnologia

Mixer Multilaser: 3 modelos que você vai adorar

Increva-se para receber novidades & promoções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *