Cotidiano

Entenda os dilemas das mães solo, mães que são pais

Mãe sorridente e abraçada com o seu bebê.

Com a proximidade do dia dos pais, falar das mães solo gera muito pano para a manga. Sobretudo, ao passo que elas representam uma expressiva parcela da população.

Para termos uma ideia, as mães que também são pais só aumentam. Ao menos, é o que aponta um levantamento do IBGE apresentado no ano de 2017. Segundo o levantamento, entre 2005 e 2015, as famílias compostas por mães solo subiram de 10,5 para 11,6 milhões.

Sendo assim, é possível afirmar que 26,5% das famílias brasileiras com filhos, são conduzidas por mães que também são pais. Ou seja, elas fazem todo o trabalho da maternidade e paternidade sozinhas!

Para termos um comparativo lógico, o estudo também revela os casos de pais solo. Na prática, os homens que criam os seus filhos sozinhos representam 3,6% dos casos de formações familiares.

Portanto, apesar de o segundo domingo de agosto ser o dia dos pais, para homenagear homens notáveis, torna-se impossível não incluir mulheres na data. Principalmente, ao passo que tantas precisam assumir o papel de pai na criação dos seus filhos.

A força da mulher que cria os seus filhos sozinha

Se arcar com a responsabilidade psicológica de criar sozinha os filhos é enorme, o mesmo pode ser dito da responsabilidade financeira. Principalmente, em tempos de pandemia do COVID-19, em que as dificuldades estão proporcionais ao momento de crise.

Acontece que os levantamentos trazem à tona informações ainda mais preocupantes. Via de regra, as famílias sustentadas apenas por mães têm mais chances de viverem na pobreza. Para ter uma ideia, a Síntese dos Indicadores Sociais 2017 do IBGE aponta que 57% das famílias que vivem com pouco se enquadram nesta perspectiva.

Para termos uma comparação, a chance cai para 30% em famílias conduzidas por um casal. Sendo assim, podemos ver a força necessária para essas mulheres.

Na foto há uma bebê abraçado pela sua mãe, em enquadramento que só aparece o corpo de ambos.

Principalmente, por terem que lidar sozinhas com responsabilidades que não são exclusivamente suas. Isto é, com o dilema de poderem contar apenas com os seus esforços financeiros e com as incertezas constantes.

Mais do que isso: uma mãe solo precisa abrir mão de muita coisa. É uma verdadeira demonstração de garra em meio a um cenário tão turbulento.

Uma homenagem justa às mães solo

Quando colocamos todos esses dados em discussão, não temos a intenção de ignorar a presença masculina no dia dos pais. Pelo contrário! Sabemos bem que, assim como mães maravilhosas, há pais incríveis por aí.

Entretanto, é impossível ignorar o fato de tantas mães que também são pai! Não somente pelos números, quanto pela recorrência em narrativas que encontramos por aí. Por exemplo, você já ouviu uma história de alguém que foi criado só pela mãe? Provavelmente, sim!

Portanto, mesmo que as mães já tenham sido homenageadas no segundo domingo de maio, muitas merecem a celebração do segundo domingo de agosto. Afinal, estão lá o tempo todo encarando mais de um papel na vida dos seus filhos.

Você também foi criado apenas pela sua mãe? Se sim, deve saber exatamente como foi a intensa a luta da sua mãe.

Se é o seu caso, no próximo dia dos pais parabenize e dê um presentão para a sua mãe solo!

Related posts
Cotidiano

5 dicas maravilhosas de presentes para leoninos

Cotidiano

6 ideias de presentes gourmet para o dia dos pais

Cotidiano

6 produtos de beleza pra presentear o seu pai gastando menos de 120 reais

Cotidiano

Dica para o dia dos pais: aumenta número de homens que se cuidam

Increva-se para receber novidades & promoções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *